Tempo Integral não volta em 2017

Além da proposta de extinção do Plano de Cargos e Salários da Educação e não concessão de aumento aos professores, o Tempo Integral não volta mais em 2017 na mimosa Mariana. Problemas de gestão fizeram com que um dos pilares do projeto "Mariana: Cidade-Escola", a Escola de Tempo Integral permanecesse fechada, embora o município continue a locar imóveis vazios e a investir recursos na atividade paralisada.

Um dos pilares do projeto "Mariana: Cidade-Escola", a Escola de Tempo Integral permanece fechada

Em 2013, a Prefeitura de Mariana, por meio da Secretaria de Educação, realizou no Centro de Convenções, a reunião de direcionamento para a implantação do programa federal "Mais Educação" ainda no primeiro semestre. A iniciativa adveio de um convênio com o Ministério da Educação (MEC). Na época, o município contava com uma escola de tempo integral e com o programa 17 instituições passaram a oferecer horas extras de atividades. A proposta do projeto era manter os alunos por mais tempo nas escolas, através de atividades pedagógicas e esportivas. A orientação foi coordenada pela consultora do MEC e diretora de currículo e educação integral, Rogéria Freire.

Voltar