Encontro Internacional de Palhaços

O “Circovolante – 9° Encontro Internacional de Palhaços” acontece de 16 a 19 de novembro, em Mariana, com mais de 100 palhaços reunidos. Quatro dias de programação gratuita com espetáculos, rodas de conversa, shows, lançamento de livro, filmes, além da descentralização. São muitos os malabarismos, cambalhotas e piruetas – simbólicos e literais – para realizar um dos maiores eventos circenses do País. A programação gratuita acontece nas praças da Sé e Gomes Freire, rua Frei Durão, asilos e hospitais, além de bairros e distritos próximos à Sede.

Circovolante em Mariana. Foto: Lincon Zarbietti

Espetáculos, rodas de conversa, shows de música, lançamento de livro e exibição de filmes marcam esta edição. Mauro Consenza (Uruguai), François Buille (França), Umberto Rosichetti (Itália), Atalwalpa Coello (Peru), Circo Amarillo (Argentina/Brasil), Irmãs Cola(Brasil/SP), Artitude (Brasil/Brasília), Pé de Cana (Brasil/SP), Cia. Lunática (Brasil/MG), Palhaço Furreca (Brasil/MG), Cia. Circunstância (Brasil/MG), Palhaço Viralata (Brasil/MG), Uniclown (Brasil/MG), Cia. Sapato Velho (Brasil/RJ), Guga Morales (Brasil/RJ) e Nopok (Argentina/Brasil) estão entre os confirmados.

O grande homenageado da edição é o palhaço Saracura. Descendente da terceira geração de uma família circense, Deusa Aparecida Reis fazia números de trapézio e equilíbrio com o pai, quando criança. Sua mãe até hoje, com 80 anos, arrisca alguns truques. “Quando surgiu uma vaga para palhaço eu me candidatei e nasceu o Saracura. O público gostou, eu também e fiquei 20 anos sendo palhaço, tirando o sorriso das pessoas sem contar uma piada. Realizei-me nessa arte e hoje sou jardineiro. Saber da homenagem me emocionou, nunca esperaria ser escolhido entre tantos artistas. Fiquei muito feliz e já estou ensaiando para desenferrujar, não quero fazer feio!”, conta Saracura.

A abertura do Circovolante – 9°Encontro Internacional de Palhaços será na Feira Noturna de Mariana. No dia 16 de novembro, o Circovolante leva dois espetáculos e um show para marcar o início do evento, na Praça dos Ferroviários. Entre os destaques, está o Samba no Pé de Moleque, que acontece no sábado, 18 de novembro, quando todos os palhaços se reúnem - e o público também entra no clima com roupas coloridas e pinturas – e um grande cortejo segue contagiando as ladeiras da cidade histórica. Uma novidade é a programação simultânea, com espetáculos acontecendo em locais diferentes, ao mesmo tempo, para que todos possam desfrutar melhor das atrações.

O número 9 simboliza a crise seguida da superação. E a 9ª edição do festival não negou esta previsão. “Em um ano como este, o esforço para a realização do Encontro foi grande. Tivemos inclusive que adiar para novembro, na expectativa de conseguir mais apoio. A comunidade de Mariana ficou muito ansiosa, pois o evento normalmente ocorre em setembro. Todos os dias recebíamos ligações e mensagens e agora, com as datas confirmadas, estão todos animados. Vai ser um Encontro lindo”, comenta Xisto Siman, palhaço e um dos idealizadores do evento.

OFICINAS TÉCNICAS

O Encontro Internacional de Palhaços gera uma grande demanda de interessados em trabalhar no evento. Por isso, este ano, o Circovolante abriu oficinas técnicas para profissionalizar os candidatos e ofereceruma formação em sete áreas de atuação: produção de eventos, receptivo, divulgação, maquiagem artística, contrarregragem, assistência em sonoplastia e assistência em sonorização. Além dos profissionais do próprio Circovolante, especialistas como Jô Alves e Rodrigo Robleño ministrarão as oficinas, que terão início dia 20 de outubro e serão gratuitas.

Voltar