"Mariana, dois anos depois"

Às vésperas de completar dois anos da tragédia causada pela ruptura da barragem do Fundão, de responsabilidade da empresa Samarco, pouco foi feito para resolver a situação das centenas de atingidos pela lama tóxica que destruiu comunidades, poluiu rios e deixou 19 mortos.

A data da tragédia (05/11/2015) será lembrada com uma série de atividades promovidas pelos atingidos, organizações de direitos humanos, universidades e sociedade civil. Entre elas estão uma missa na Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Mariana, ato do coletivo "Um minuto de sirene" e seminários temáticos sobre os desdobramentos da tragédia.

Bento Rodrigues impactado. Foto: Christophe Simon

No dia 04/11 será realizada ainda uma coletiva de imprensa com representantes das comunidades atingidas pela lama, onde será feito um balanço da situação, dois anos após a tragédia.

Entre as questões levantadas estão o atraso no reassentamento das comunidades, a demora no processo de reparação e indenização das famílias atingidas e o impacto do desastre no modo de vida das comunidades - majoritariamente rurais. Na sequência, jornalistas credenciados serão levados a duas das comunidades atingidas (Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo).

PROGRAMAÇÃO

4º SEMINÁRIO DA BACIA DO RIO DOCE
Debate e socializa informações sobre a situação atual da região dois anos após a tragédia, com o objetivo de propor estratégias de atuação ao longa da bacia.
Local: Escola Família Agrícola Paulo Freire, Município de Acaiaca/MG
Dias: 3, 4 e 5 de novembro
Horário: A partir das 18 horas

COLETIVA DE IMPRENSA – Atingidos de Mariana e Assessoria Técnica da Cáritas
Convidados: Guilherme de Sá Meneghin (Promotor de Justiça da 2ª Comarca de Mariana) e Nívia Monica da Silva (Promotora de Justiça e coordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa dos Direitos Humanos - CAO/DH)
Moradores das comunidades atingidas de Bento, Paracatu de Baixo e comunidades rurais falam sobre suas perspectivas dois anos após a maior tragédia socioambiental do Brasil.
Local: Centro de Convenções de Mariana/MG
Dia: 4 de novembro
Horário: 10 horas

VISITA DA IMPRENSA ÀS COMUNIDADES ATINGIDAS
Serão alocadas duas vans para o transporte de moradores atingidos e jornalistas interessados na viagem. Os locais de visitação são Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo.
Local: Saída do Centro de Convenções de Mariana
Dia: 4 de novembro
Horário: 12 horas (após a coletiva de imprensa)

MISSA NA CATEDRAL
Durante a realização da missa, os bispos da Bacia do Rio Doce divulgam o manifesto sobre a tragédia ao longo de Minas Gerais e Espírito Santo.
Local: Igreja de Nossa Senhora do Carmo - Praça Minas Gerais, Mariana/MG
Dia: 5 de novembro
Horário: 18 horas

ATO DO COLETIVO “UM MINUTO DE SIRENE” e lançamento do jornal A Sirene - Edição 2 anos da tragédia
Promovido todos os dias 5 de cada mês, o coletivo toca a sirene que não existia no dia tragédia, promovendo uma reflexão acerca do tema com os moradores da cidade e das comunidades atingidas. O jornal A Sirene, realizado com apoio dos próprios atingidos, lança sua 20ª Edição Especial sobre os dois anos da tragédia/crime.
Local: Praça Minas Gerais, Mariana/MG
Dia: 5 de novembro
Horário: 19 horas (após a missa)

I SIMPÓSIO MINEIRO DE EMERGÊNCIAS E DESASTRES: Construindo o cuidado na saúde
Espaço para discussão, troca de experiências e desenvolvimento de estratégias de cuidado em saúde mental e apoio psicossocial para vítimas de desastres e emergências humanitárias.
Dia: 6 e 7 de novembro
Local: Centro de Convenções de Mariana/MG
Horário: dia 6 (18 horas), dia 7 (de 8 às 17 horas)

BALANÇO DE 2 ANOS DO ROMPIMENTO DA BARRAGEM DE FUNDÃO
Espaço para intercâmbio das informações sobre medidas de reparação; balanço das dinâmicas territoriais; balanço da atuação de corporações e violações de direitos.
Dia: 6, 7 e 8 de novembro
Local: Universidade Federal do Espírito Santo - Vitória/ES
Horário: A partir de 13h30

SEMINÁRIO CEFET - Nem mais um minuto de silêncio
Apresentação das pesquisas em andamento sobre a tragédia, sessão de dúvidas e palestra com Letícia Aleixo, orientadora da Clínica de Direitos Humanos da UFMG e Mestre em Direito Internacional dos Direitos Humanos.
Dia: 10
Local: Campus I do CEFET, Belo Horizonte/MG
Horário: De 16 horas às 18h40

SEMINÁRIO DE MEIO AMBIENTE E MINERAÇÃO
Discussão sobre a segurança de barragens e as consequências do rompimento de Fundão; os desafios do licenciamento ambiental. Participação da Comissão de Direito Ambiental da OAB, da presidência da AMIG e do desembargador Caetano Levi, do TJMG.
Dia: 10 e 11 de novembro
Local: Centro de Convenções de Mariana

Horário: dia 10 (de 9 às 19 horas), dia 11 (Visita a Bento Rodrigues, de 9 às 12 horas)

Voltar